Alimentação Hospitalar Nutritiva

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

A Alimentação hospitalar é um desafio técnico constante de desenvolver cardápios para pacientes com as mais variadas restrições alimentares. Pois, além dos procedimentos médicos e da administração medicamentosa, a dieta é fator determinante na recuperação do paciente.

Assim sendo, os cardápios devem estar rigorosamente de acordo com as prescrições médicas para pacientes com dietas específicas.

A Nutriellos, por meio de sua Divisão Hospitalar, preenche uma grande carência neste segmento de alimentação hospitalar: prestação de serviços de nutrição e dietética para pacientes e funcionários.

Este departamento de refeição hospitalar da Nutriellos está preparado inclusive para atuar em Lactários. Unidades em hospitais que seguem rigorosas técnicas e controles de preparação e distribuição de alimentos lácteos para recém-nascidos.

Alimentação Hospitalar - 5.0 out of 5 based on 2 votes

Dieta Geral ou Voluntária – alimentação comum. Indicada para pacientes que não tem nenhuma restrição médica quanto à alimentação.

Dieta Hipoproteica – contém a menor quantidade de proteínas possíveis. Carnes, ovos e laticínios são proibidos. O paciente pode consumir pães, frutas, verduras, arroz branco, sucos, feijão e farinhas. Esta dieta é indicada para os casos de insuficiência renal e cirrose hepática.

Dieta Hipercalórica – contém quantidade de calorias acima daquelas indicadas para pessoa. Indicada para pacientes abaixo do peso considerado saudável. Fornecer as condições de melhorar a recuperação de pacientes desnutridos, em processo de cicatrização e fortalecimento do sistema imunológico.

Dieta Hiperproteica - para pacientes sem restrições relacionas à dieta hipoproteica. Visa aumentar o aporte de proteínas na alimentação com carnes, leite, queijo, gelatina, iogurte. Indicada para os mesmos casos da dieta hipercalórica.

Dieta Líquida – indicada para os pacientes que precisam se alimentar de forma que o trato gastrointestinal sofra o menor esforço possível.

Dieta Branda – emprega alimentos bem cozidos e não fermentáveis. Muito comum em pós e pré-operatórios.

Dieta Leve - sopas e outros pratos semilíquidos são comuns para os quadros de pós e pré-operatórios.

Dieta Pastosa - preparada para pacientes com dificuldade de mastigação e deglutição. Empregam-se alimentos de consistência firme, mas cremosa. Como papinhas, arroz bem cozido, pudins.

Dieta Assódica - são os alimentos preparados sem utilizar sal.

Alimentação hospitalar: Nutriellos faz com saúde

© Nutriellos Refeições para Empresas 2015 | Todos os Direitos Reservados | São Paulo: 11 4638.5651